- Sejam todos bem vindo blogface: SAUDADES

Translate

sexta-feira, 24 de maio de 2013

SAUDADES


Sei que você vai embora , como todas as coisas vão .

 
 
Como vai embora o primo que mora longe; como vai o
meu sonho de amor; como vai a minha mãe que acho
impossível; como foi o meu pai e nem pude dizer adeus;
como vai o recém nascido sem aproveitar a primeira idade,
o velho sem sua terceira idade ou o jovem sem concluir a
faculdade. Como foram os anos e nós nem os vivemos:
esperamos o próximo como a música que ouço agora.

 
 
Você vai embora como o trem. Não leva o passageiro
que sentaria ao seu lado para confortar a demora do
percurso. Como o rio vai para o mar se misturar a tanta
imensidão e perder o nome "Rio", será parte de um todo.

 
 
 Você vai embora como a primeira namorada: deixa saudades.
Como o melhor amigo, fará falta. Um dia ouvirei falar de
você, estará casada e tem um lindo filho com nome estrangeiro,
um bom emprego, muitos amigos e uma posição social que toma
todo seu tempo porque agora tempo é tudo que você não tem.

 
 
 Acabou o tempo para a "fogueirinha de papel", para quem te
iniciou no amor, para os poemas sob a lua, as palavras de alento
e as "para sempre" ao seu lado. Aquela música - hoje de gosto
discutível - fazia calar tudo em nós, me fazia suar, me acariciava
o ego e incentivava a dizer: te amarei para sempre.

 
 
 Um sempre diferente do que aprendi na escola, mas tudo bem. Afinal, na escola, ninguém entende de "sempre". Enfim, um dia, você vai embora. Eu também irei. Por isso peço: Faça agora o que gostar;
Diga agora o que tem a dizer e viva agora o que tem pra viver
Sonhando o seu sonho agora porque amanhã...
Não chorarei, Não sorrirei... Serei eu, Hoje. 
Sem olhar para trás.





Autorias:
Texto: Waldemar Monteiro;
Imagens: Web